Diretor e Emicida falam de “O Menino e O Mundo”

“Mais um dia péssimo para os inimigos”, comentou Emicida sobre a indicação da animação O Menino e o Mundo ao Oscar 2016. O anúncio dos indicados foi feito nesta quinta, 14. “Estamos concorrendo, printa e manda pra minha mãe”, disse o rapper em sua página no Facebook.

Único representante brasileiro entre os indicados, a animação dirigida por Alê Abreu disputa a estatueta com Divertida Mente, da Pixar, Anomalisa, dos norte-americanos Duke Johnson e Charlie Kaufman, e Shaun, a Ovelha, do estúdio britânico Aardman Animations.

Abreu também comentou a indicação na mídia social:”Antes de qualquer outra palavra queria agradecer. Agradecer ao menino imaginário que demos voz. Agradecer a minha parceira Priscilla Kellen e a toda a equipe Filme de Papel, Fê, Tita, Tainá, a Ultrassom, Binho Feffer e Gustavo Kurlat, Naná, Barbatuques, Emicida, Gem e tanta gente que ajudou a construir este filme. Agradecer a Elo e sua equipe, que deram suporte para o Menino caminhar pelo Mundo”, introduziu. “Nosso filme nasceu como um grito sincero, de liberdade, de amor, um grito político, latino-americano. Mas sobretudo um grito contra o sufoco que a grande indústria cria aos potenciais artísticos, poéticos, e de linguagem da animação. E acho que este grito ecoou onde precisava ecoar.”

Para o diretor, é um momento importante para animações autorais. “Como disse o NY Times, somos o Divertida Mente! Somos a zebra do ano, com o maior orgulho de ser zebra, e vamos trabalhar forte para trazer o careca dourado para o Brasil! Vitória! Viva a animação brasileira!”.

Sinopse da animação: “Sofrendo com a falta do pai, um menino deixa sua aldeia e descobre um mundo fantástico dominado por máquinas-bichos e estranhos seres. Uma inusitada animação com várias técnicas artísticas que retrata as questões do mundo moderno através do olhar de uma criança”, explica a página do filme. Com o menor orçamento entre os indicados na categoria, a animação foi distribuída para 90 países.

Confira o trailer de “O Menino e o Mundo”: Continuar lendo

Anúncios

Indicados ao Oscar 2016

 87th

Veja a lista dos indicados e informações extras:

Melhor Filme
“A Grande Aposta” (Estreia hoje nos cinemas brasileiros, 14 de janeiro de 2016)
“Ponte dos Espiões”
“Brooklyn” (Data não confirmada de estreia no Brasil)
“Mad Max – Estrada da Fúria”
“Perdido em Marte”
“O Regresso” (Estreia 4 de fevereiro nos cinemas brasileiros)
“O Quarto de Jack” (Estreia 18 de fevereiro nos cinemas brasileiros)
“Spotlight – Segredos Revelados” (Estreia

Melhor Ator
Bryan Cranston (“Trumbo – Lista Negra”)
Matt Damon (“Perdido em Marte”)
Leo Continuar lendo

Novo Mortal Kombat e primeira ópera de Fernando Meirelles

maxresdefault

Foi confirmado que um novo filme baseado na série de videojogos Mortal Kombat vai ser dirigido pelo diretor de Velozes & Furiosos 7 e Invocação do Mal, James Wan.

Mortal Kombat nunca teve uma vida muito fácil no cinema. Em 1995, o diretor Paul W.S. Anderson (da franquia Resident Evil, que por sinal também não é lá essas coisas) tentou aplicar sua receita de sucesso para mais uma adaptação do videogame, com Christopher Lambert no elenco, mas o resultado foi fraco: apenas US$122 milhões no mundo inteiro.

Os estúdios New Line deram uma segunda chance à história, mas dessa vez, com um diretor desconhecido, e nenhum nome de peso do elenco. Mortal Kombat – A Aniquilação (1997) foi ainda pior: US$51 milhões mundialmente, além de críticas desastrosas.

Mesmo assim, James Wan (diretor de Velozes & Furiosos 7 e Invocação do Mal) ainda acredita no potencial da história, e quer levar Scorpion, Sub-Zero, Kano e Kitana aos cinemas mais uma vez. Ele vai produzir um novo começo à saga de ação (o início de uma franquia, talvez?), que foi descrito como “ponto de partida para a mitologia”, prometendo “lutas mais brutais e sombrias”.

Os roteiristas do projeto serão Oren Uziel (da série Mortal Kombat: Legacy) e David Callaham (de Os Mercenários e Doom: A Porta do Inferno), o que pode não ser um bom sinal (tomara que eu queime a língua). A trama, sem surpresas, vai girar em torno de um rapaz que nunca praticou artes marciais, mas torna-se guerreiro quando é obrigado a participar de “uma batalha entre várias dimensões”. O orçamento será modesto, de apenas US$50 milhões, o que talvez comprometa a qualidade dos efeitos visuais. (Outra coisa pra desanimar)

Será que agora Mortal Kombat vai dar certo?

Cortando o sentimento de nostalgia de quando eu gastava fichas jogando Mortal Kombat, outra notícia interessante é que o renomado Continuar lendo

Confira as indicações ao Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2015

394_m

A Academia Brasileira de Cinema acaba de revelar os indicados nas 26 categorias do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2015, a 14ª edição do evento, que ocorrerá no dia 1 de setembro na capital Rio de Janeiro. A cerimônia vai ocorrer no Cine Odeon e terá como principal homenageado o cineasta Roberto Farias (O Assalto ao Trem Pagador), diretor-presidente da Academia.

A votação foi aberta hoje no site www.academiabrasileiradecinema.com.br e, até o dia 31, o público poderá voltar nas categorias de melhor longa-metragem ficção, documentário e filme estrangeiro (partiu votar). Esses indicados serão reexibidos a partir do dia 20 de agosto em cinco salas do Rio de Janeiro, a preço popular: Cine Odeon – Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro; Departamento de Cinema da UFF (a R$1,00!); Biblioteca Parque de Manguinhos; Biblioteca Parque Estadual – Av. Presidente Vargas e Unicine; e Núcleo de Cinema Estácio de Sá (esse com sessões gratuitas).

Confira a lista completa dos indicados: Continuar lendo